Páginas

PESQUISAR

domingo, 28 de outubro de 2018

CARLOS EDUARDO PERDE A ELEIÇÃO E DERROTA OS PRINCIPAIS POLÍTICOS DAS FAMÍLIAS ALVES, MAIA E ROSADO


Por Thaisa Galvão
Derrotado em 2014, quando disputou o Governo do Rio Grande do Norte, o ex-deputado Henrique Eduardo Alves (MDB) levou com ele, para uma temporada sem mandato, os aliados de Mossoró.
A deputada federal Sandra Rosado não foi reeleita…

Os deputados estaduais Larissa Rosado e Leonardo Nogueira, também não.
Larissa terminou assumindo com a renúncia do deputado Álvaro Dias para tomar posse como vice-prefeito de Natal.
A ex-prefeita Fafá Rosado disputou sem sucesso um mandato de federal.
Henrique juntou no mesmo palanque, o grupo de Sandra e o grupo de Fafá, até então adversários.
Derrotou todo mundo.
Mossoró salvou um deputado federal, Beto Rosado, porque estava no palanque adversário, como aliado do governador eleito Robinson Faria.
Quatro anos depois, Carlos Eduardo Alves, primo de Henrique, repete a saga da candidatura ao Governo que tira do cenário os políticos tradicionais de Mossoró.
Carlos Eduardo foi derrotado, levando junto para uma temporada sem mandato, o deputado federal Beto Rosado e a deputada estadual Larissa Rosado.
Também jogou por terra o sonho de Kadu Ciarlini ser vice-governador.
Kadu foi considerado o ‘vice certo’ pelo candidato Carlos Eduardo, por ser filho da prefeita de Mossoró, Rosalba Ciarlini.
Para o ex-prefeito de Natal, o apoio de Rosalba seria fundamental para sua vitória.
Lutou até a última hora para tê-lo…e deixou todo mundo sem mandato.
Além de ter tirado os mossoroenses de cena, Carlos Eduardo derrotou os dois senadores eleitos há 8 anos com estouro de votos: Garibaldi Filho, que teve mais de um milhão de votos, e José Agripino Maia, que teve quase um milhão.
Garibaldi não se reelegeu no palanque de Carlos Eduardo, e José Agripino trocou a disputa do Senado por uma candidatura a deputado federal, ficando na segunda suplência.
Carlos Eduardo também derrotou o deputado federal Antônio Jácome, que foi candidato a senador.
O palanque pesado também tirou de cena o deputado federal Felipe Maia, que desistiu da disputa.
Foram 3 famílias políticas que acreditaram no poder de Carlos Eduardo Alves e foram eliminadas.
Para quem se apresentou na campanha como quatro vezes prefeito de Natal, Carlos Eduardo mostrou que, em se tratando de transferir votos, ele pode até ter sido testado, mas foi reprovado.