INÍCIO CONTATO FACEBOOK TWITTER INSTAGRAM

quinta-feira, 18 de outubro de 2018

“MATAR NUNCA É A SOLUÇÃO, TORTURAR NUNCA É A SOLUÇÃO”, AFIRMA HADDAD

Reunião aconteceu nesta quarta-feira (17), em São Paulo
Fernando Haddad se reuniu nesta quarta-feira (17) com líderes cristãos das igrejas Batista, Metodista, Presbiteriana, Anglicana, Assembleia de Deus, Comissão Justiça e Paz, Betesda IBAB e a Frente Evangélica pelo Estado de Direito num hotel no centro da cidade de São Paulo.
Henrique Vieira, pastor da Igreja Batista do Caminho, do Rio de Janeiro, foi um dos representantes evangélicos a falar. Ele disse:
“Jesus não pediu para que as pessoas se armassem, Jesus pediu para que as pessoas se amassem”.
PUBLICIDADE
Fernando Haddad ouviu vários líderes evangélicos, tirou dúvidas sobre seu Plano de Governo, suas propostas e os desserviços prestados pelo seu oponente, Jair Bolsonaro.
Com empatia, nosso candidato falou da Carta Aberta ao Povo de Deus, que publicou nesta semana e afirmou:
“Nós não podemos agredir quem pensa diferente da gente”.
Falando sobre o discurso de ódio pregado por Bolsonaro, Haddad disse:
“Matar nunca é a solução. Torturar nunca é a solução”.
É sempre bom lembrar que, numa disputa democrática à presidência, o debate é importante, o que é bem diferente das fugas constantes de Bolsonaro.
Haddad reiterou o seu desejo pela discussão de propostas e relembrou ainda a escala industrial de fake news produzidas por nossos adversários. Ele afirmou:
“Vocês vão ver verdade nos meus olhos e nas minhas palavras”.
Haddad reforçou ainda os 28 longos anos de Bolsonaro como deputado federal e sua ineficiência no cargo.
“De onde não se espera nada é que não acontece nada mesmo”.
Nesta quarta-feira (17), @Haddad_Fernando compareceu a grande encontro com lideranças evangélicas em São Paulo. Todos juntos pelo Brasil e pela democracia. #HaddadPresidente pic.twitter.com/jrA1Xu5Aw8