quinta-feira, 21 de fevereiro de 2019

Uma reforma desastrosa para o trabalhador brasileiro

@tuliogadelha A Reforma da Previdência de Bolsonaro traz duras medidas contra a população mais pobre, as mulheres, os professores e os trabalhadores rurais. O governo diz que a reforma será igual para todos, mas exclui militares e ataca os que dependem do Benefício de Prestação Continuada. 

@FlavioDino Outro absurdo: o regime de capitalização (poupança individual) poderá ser OBRIGATÓRIO por força de mera lei complementar. Isso ampliaria os desequilíbrios do atual sistema de repartição, prejudicando os ATUAIS aposentados e segurados 

@JFMargarida Essa reforma é um crime contra a parcela mais indefesa da sociedade. Como pode um idoso viver com apenas R$ 400? 

@FlavioDino Direitos de proteção na velhice ou em casos de maior fragilidade são DIREITOS FUNDAMENTAIS, por isso devem estar garantidos pela CONSTITUIÇÃO, e não por mera lei complementar, aprovada por maiorias eventuais e precárias.

INÍCIO