sexta-feira, 22 de março de 2019

PF cumpre mandado no RN em operação que prendeu o dono do maior shopping de João Pessoa


A Polícia Federal cumpre mandados de busca e apreensão no Rio Grande do Norte, na terceira fase da operação ‘Xeque-Mate’, deflagrada agora pela manhã na Paraíba, onde já foi preso o empresário Roberto Santiago, dono do Manaíra, o maior shopping de João Pessoa.

O dono do Shopping Manaíra foi preso em casa, em João Pessoa
Roberto Santiago é acusado de comprar o prefeito do município de Cabedelo para impedir a construção de um shopping concorrente na Paraíba.

O mandado do Rio Grande do Norte está sendo cumprido no condomínio Bosque dos Poetas, em Nova Parnamirim, em endereço ligado ao empresário, acusado de “comprar” o mandato do ex-prefeito de Cabedelo, Luceninha.

Eleito em 2012, Luceninha renunciou menos de um ano depois, e a operação Xeque-Mate investigou que ele teria vendido o mandato por 5 milhões, ao vice Leto Viana (PRP), que teria sido patrocinado pelo dono do Shopping Manaíra.

Na primeira fase da operação, no ano passado, Leto Viana foi preso.

O empresário Roberto Santiago foi preso no início da manhã no bairro do Bessa, em João Pessoa.
Além de acusado de ‘comprar’ o mandato do prefeito de Cabedelo, Santiago, que cumprirá prisão preventiva, é acusado ainda de participar do esquema de corrupção e fraudes licitatórias em Cabedelo. Continua...

Roberto Santiago também é acusado de “comprar” vereadores de Cabedelo para impedir a construção do shopping Pátio Intermares, que seria concorrente do shopping do empresário preso hoje.

Outros 11 mandados de busca e apreensão nas residências dos investigados também estão sendo cumpridos pela Polícia Federal e pelo Grupo de Atuação Especial contra o Crime Organizado (Gaeco) em residências dos investigados, na Paraíba e no Rio Grande do Norte.

Também foram sequestrados 20 imóveis dos investigados, avaliados em mais de R$ 6 milhões.

A operação contou com a participação de 65 policiais federais.                                    

Ontem à noite, se falou sobre presença de aeronaves da PF no aeroporto de Natal.
Com informações de Thaisa Galvão