terça-feira, 30 de abril de 2019

A ignorância de quem não zela por seu Município: “Amo Touros!”


‘‘A chave misteriosa das desgraças que nos afligem é a ignorância popular, mãe da servilidade e da miséria’’. Rui Barbosa 
Monumento "Amo Touros" inaugurado em 27 de Março de 2019
Por DIONE NASCIMENTO (poetisa, compositora e cordelista tourense)

Ver um monumento que retrata o amor por Touros, ser danificado por visitantes, faz estremecer a alma, e envergonha a todos os tourenses. Aonde está a boa índole do ser que se diz humano? Como pode alguém, premeditadamente, causar dano a um patrimônio público que retrata o amor por uma cidade?
PUBLICIDADE
Trata-se, tão somente, de repudiar este ato, maldoso, que não pode ficar impune (aliás, nenhum crime deve ficar), sob pena de a parte saudável que ainda resta da sociedade tourense, endossá-lo, mediante a indiferença de quem a tudo assiste silenciosamente nas redes sociais. Não se trata de defender as ideias da Prefeitura de Touros, mas, de respeitar o patrimônio que é do povo. Assim começam as máfias assustadoras... da ignorância.
Monumento "Amo Touros" danificado por visitantes
Está na hora dos poderes tomarem as devidas providências, aí entendidos todos os poderes, em todos os níveis, contra a endêmica falta de ética das espécies mafiosas que traumatizam o desenvolvimento de um governo. O mundo já está em ruínas, e corremos o risco de definhar pelo medo e pela violência, pela falta de segurança e respeito pelo Município que, apesar de poucos, ainda tem quem o ame.

O letreiro “Amo Touros” se tornou um dos mais atrativos, até porque o próprio local “Tourinho”(falésia a beira mar), tem sido ao longo dos anos o mais fotografado e lembrado por poetas, cancioneiros e escritores tourenses. Diga-se, que esse letreiro foi a pedido do tourense Antônio Estanislau "Tonho de Estefânea", de família tradicional de Touros, residente no Estado de São Paulo, mas, presente, em visitar a sua terra e acompanhar os acontecimentos de perto.

“Amo Touros!”