sábado, 11 de maio de 2019

Equipe de Endemias da Prefeitura e Touros no combate aos caramujos-africanos na cidade tourense

Da Redação
A identificação de caramujos africanos nas proximidades da Escola Estadual Professora Isabel Barbosa Vieira, em Touros, mobilizou agentes de endemias para o combate dos moluscos.

Nativo no leste-nordeste da África, o caramujo-gigante-africano foi introduzido no Brasil em 1983 visando ao cultivo e comercialização do escargot. Com o nome científico de Achatina fulica,  sua proliferação é rápida, e necessita de controle e combate imediato, evitando maiores danos à população.