quarta-feira, 15 de maio de 2019

Esquema do senador operava desde 2007

Investigação aponta indícios de ‘organização criminosa’ em gabinete de Flávio Bolsonaro
Esse esquema criminoso para desviar salários dos assessores teria como um dos integrantes o ex-assessor Fabrício Queiroz, cuja movimentação financeira atípica havia sido detectada pelo Coaf. Para o MP, “não parece crível” que Queiroz seria o líder da organização criminosa sem conhecimento de seus “superiores hierárquicos durante tantos anos”.
Matéria completa AQUI


Image and video hosting by TinyPic