domingo, 21 de julho de 2019

Após empurrão, padre Marcelo Rossi chora em missa: “Nasci novamente”

O religioso disse que é um "milagre" estar vivo. Ataque ocorreu há uma 
Por Poral do Holanda
Uma semana depois de ser empurrado de cima do palco por uma mulher, durante uma missa em Cachoeira Paulista, São Paulo, o padre Marcelo Rossi voltou a falar sobre o assunto durante a cerimônia que aconteceu neste domingo (21).

O sacerdote se emocionou, indo às lágrimas, ao falar sobre as dores que sentiu naquele momento e ao agradecer a Deus pelo que chamou de 'milagre' em estar vivo. 

Marcelo falou o que sentiu no momento do empurrão e que pensou que não queria voltar a tomar remédios, já que já precisou passar muito tempo tomando anti-inflamatórios no passado.

"Hoje, graças a Deus, não tomo nada. Estou sem remédio. Foi uma dor muito forte. Só sei que, naquele momento, veio uma consciência tão forte que Deus estava me dando de novo o batismo. Nasci novamente. Se o inimigo pensava que seria a minha morte, deu um tiro no pé, porque aquilo se transformou em uma benção", disse ele. 
A mulher que empurrou o padre faz tratamento psiquiátrico e sofre de transtorno bipolar. Ela viajou em uma caravana para Cachoeira Paulista, acompanhada do filho de 2 anos. Marcelo Rossi decidiu não prestar queixa e disse perdoá-la.

Ainda nesta missa de domingo (21) o padre disse que "a vida é uma passagem" e orientou os jovens a buscarem Deus para "nunca se perderem".

"A raiva do demônio de ver aqueles jovens louvando [em Cachoeira Paulista], o desespero deles [dos jovens] na hora que eu caí... Mas Deus me levantou, literalmente, e a alegria deles de me ver de pé... Por que eu estou falando isso? O mundo oferece vários caminhos, mas, se você conhece Jesus e Maria, tenha certeza que nunca vai se perder. O mundo pode até te derrubar, mas Deus vai te levantar", disse ele, que acabou se emocionando. "Eu falei que não ia chorar, mas não tem jeito.", completou.

O padre disse novamente o que já havia dito no domingo em que foi empurrado. "Quem crê em milagres? Se você dúvida, está aqui. Nós somos a descendência que pisa na cabeça da serpente.".