sábado, 27 de julho de 2019

Brasileira é nomeada “vice-porta-voz” do Papa Francisco

"A escolha de uma mulher com raízes no Brasil e com olhar aberto para o mundo testemunha a vontade de construir uma equipe que saiba falar a linguagem de quem nos escuta" 
Vatican News
A jornalista brasileira Cristiane Murray foi escolhida pelo Papa Francisco como a nova vice-diretora da Sala de Imprensa da Santa Sé, o que, de certa forma, equivale a dizer que ela se torna “vice-porta-voz” do Papa. 
O diretor do órgão de comunicação do Vaticano também foi nomeado recentemente: o italiano Matteo Bruni assumiu o posto, substituindo o diretor interino Alessandro Gisotti, que, por sua vez, passou para a vice-diretoria editorial após ter coberto durante 6 meses a chefia provisória da Sala de Imprensa.

A nomeação deixou completa a equipe vaticana de informação e de relacionamento com os jornalistas creditados junto à Santa Sé.
Quem é Cristiane Murray

Cristiane, de 57 anos, nasceu no Rio de Janeiro em 10 de março de 1962, estudou Administração de Empresas e Marketing pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio) e, desde 1995, trabalha na comunicação da Santa Sé: começou no programa de notícias em língua portuguesa da Rádio Vaticano, onde também realizou transmissões ao vivo de cerimônias pontifícias e cobriu viagens internacionais do Papa; depois, passou a trabalhar no Dicastério para a Comunicação e, desde o ano passado, colaborava com a Secretaria Geral do Sínodo dos Bispos na preparação da Assembleia Especial do Sínodo dos Bispos para a Amazônia, agendada para outubro no Vaticano.


Falante de português, italiano, espanhol, francês e inglês, Cristiane se declarou emocionada com a nova missão, que considera “um reconhecimento do nosso trabalho no dia-a-dia, levando ao mundo o Evangelho, a mensagem do Papa e da Igreja“. Ela agradeceu ao Papa pela confiança e garantiu seu empenho e entusiasmo na continuidade dos seus serviços à Santa Sé.