sexta-feira, 9 de agosto de 2019

Como a atriz Bete Mendes denunciou seu torturador, o coronel Ustra, após uma viagem ao Uruguai


A atriz Bete Mendes deu um depoimento para a jornalista Eleonora de Lucena na Folha de S.Paulo. Em 1985, numa viagem ao Uruguai, ela encontrou o coronel Brilhante Ustra, que a torturou em 1970. Deputada federal na ocasião, Bete denunciou Ustra ao presidente José Sarney.

Fui presa duas vezes. Na primeira, não fui torturada fisicamente. Na segunda, foi total. Fui torturada [em 1970] e denunciei [o coronel Carlos Alberto Brilhante Ustra]. Isso me marcou profundamente. Não desejo isso para ninguém –nem por meus inimigos. A tortura física é a pior perversidade da raça humana; a psicológica, idem.